ATAS DE REGISTRO DE PREÇOS: É POSSÍVEL SE OFERECER À ADMINISTRAÇÃO UM PRODUTO MELHOR DO QUE AQUELE QUE FOI LICITADO E REGISTRADO NA ATA?